Arganaz do Campo | Muscardino | Tudo Sobre o Animal | Resumo

arganaz-do-campo

O arganaz do campo (Muscardinus avellanarius) – também conhecido como muscardino – é um dos roedores europeus mais graciosos. Distingue-se não só pela beleza de seu colorido, mas também por seu caráter delicado.

Anatomia do arganaz do campo

As dimensões e anatomia do arganaz do campo são comparáveis às do camundongo comum: comprimento total de 14 a 16 cm, incluindo sete da cauda. Sua pelagem, amarelo-fulva na região dorsal do corpo, é mais clara na região ventral.

A silhueta característica é a de um pequeno mamífero de corpo alongado, com focinho afilado coberto por longos bigodes ou vibrissas, lábio superior largo e fendido, grandes olhos negros e cauda longa. As mãos possuem quatro dedos e um polegar vestigial e os pés são dotados de cinco artelhos.

Características do arganaz do campo

Espertos e ágeis, os arganazes são capazes de correr, saltar, trepar em árvores, escalar superfícies lisas de rochas, nadar, esgueirar-se por passagens estreitas, ou abrir caminho com o auxílio dos fortes incisivos. Têm os sentidos bem desenvolvidos, especialmente o olfato e a audição.

muscardino

Habitat natural

O arganaz do campo vive em quase toda a Europa, com exceção da Península Ibérica, da Córsega, da Sardenha, do norte da Inglaterra e da Escandinávia. Alcança a Ásia Menor, podendo a Europa central ser considerada como seu centro de distribuição, embora seja mais conhecido ao sul de sua zona de ocorrência.

Vive, indiferentemente, em planícies ou montanhas, até os 1.500 m de altitude, sendo os terrenos pantanosos os lugares preferidos. Sai em busca de alimento ao cair da noite.

Alimentação

O arganaz do campo nutre-se de nozes, sementes e de frutos sumarentos. Acima de tudo prefere as nozes, as quais devora mesmo sem retirar a casca, que apenas entreabre. Bebem pouca água, mas apreciam e consomem com avidez qualquer liquido que contenha substâncias nutritivas.

Comportamento do arganaz do campo

O arganaz do campo vive em pequenos grupos sociais. Cada indivíduo ou cada par constrói um ninho no interior dos bosques mais densos. Em geral, o ninho fica suspenso de um ramo de arbusto ou de um junco, a cerca de 50 cm ou um metro acima do solo. Sua forma e tamanho são, aproximadamente, os de um ovo de ganso. Para construí-lo, o arganaz colhe as folhas uma a uma com a boca; em seguida, com o auxílio dos dentes agudos, colhe ramos e raízes.

ninho-do-arganaz

O interior do ninho é forrado com musgo e pelos. Uma pequena abertura lateral permite o acesso à câmara interna. O fato de ser comumente confeccionado com as folhas da própria planta sobre a qual é construído, faz com que o ninho, harmonizando-se com o fundo, se torne menos conspícuo. Além disso, por ser fortificado com pequenos ramos e raízes, defende os ocupantes do frio.

Hábitos do arganaz

Estes roedores, arborícolas por excelência, passam grande parte de seu tempo sobre os galhos das árvores, subindo destramente até os ramos mais delgados. Verdadeiros acrobatas, podem pendurar-se em um ramo pelos pés, a fim de, de cabeça para baixo, alcançarem uma noz.

Reprodução

Este pequeno mamífero é bastante prolífico. Duas a três vezes por ano, a fêmea dá à luz de três a sete crias. No verão, a fêmea pare quatro ou mais filhotes, que nascem nus e cegos. Na metade de outubro, isto é, durante o outono europeu, os arganazes se retiram para um esconderijo abrigado, onde tiveram o cuidado de reunir provisões abundantes para a estação fria que se aproxima.

arganaz-animal-europeu

Preparam um ninho esférico, construído de ramos, agulhas de pinheiros e outras coníferas, e forrado de musgos e de ervas. Ali se emboIam e dormem. Entretanto, seu sono hibernal pode ser interrompido através de variações de temperatura, mas em geral permanecem adormecidos até que desponte o sol cálido da primavera.

Curiosidades sobre o arganaz do campo

Seu corpo exala um odor almiscarado (por isso também é conhecido como muscardino). Alimentam-se pouco, em geral à noite. Sua mansidão natural, a tolerância que manifestam para com seus companheiros de habitat, a elegância de seu colorido, a vivacidade de seus movimentos, seu caráter jovial e brincalhão concorrem para fazer do arganaz um animal interessante de se observar.

Conheça o Arganaz – Muscardino

Continue aprendendo sobre CIÊNCIAS RESUMOS

Gostou desse artigo sobre o arganaz? Compartilhe!