Chacal | Animal Mamífero | Dourado, Preto e Listrado | Resumo

chacal

O Chacal é um animal da família dos canídeos. Nesse artigo você aprenderá tudo sobre suas características e variações (Dourado, Preto, Listrado) em um resumo completo.

Habitat e comportamento do chacal

O chacal é um mamífero encontrado tanto nas planícies como nas montanhas, onde chega a ir além de 1.000 metros altitude. É noturno, mais ativo pela madrugada e ao crepúsculo. O chacal passa o dia em sua toca ou dissimulado numa moita.

Os chacais vivem e caçam aos pares. Por vezes, são encontrados em bandos, mas é provável que se trate de agrupamentos fortuitos, devidos a uma súbita abundância de alimento que atrai vários casais.

Alimentação do chacal

Como quase todos os Canídeos, o chacal é um animal onívoro que prefere a carne. Suas presas habituais são pequenos mamíferos, mas come igualmente insetos, vegetais e aves domésticas quando consegue penetrar em um galinheiro.

Na África, ele desenterra e come amendoins e, na Índia, pilha as plantações de café e de cana-de-açúcar. Mas é sobretudo animal carniceiro. Incapaz, como a hiena, de atacar sozinho os herbívoros, acompanha as grandes manadas a uma distância prudente para devorar os indivíduos que morrem.

alimentação-do-chacal

É útil nesse papel de eliminar as carcaças e todos os detritos que podem ser focos de epidemias. Ao longo das costas, alimenta-se de peixes mortos e de moluscos.

Reprodução do animal

O período do cio começa na primavera, e os machos aproveitam a oportunidade para uivar mais alto do que nunca. Não se sabe, com precisão, qual o tempo de gestação, pois a fecundação nem sempre corresponde ao primeiro contato.

Deve levar de 57 a 60 dias. A ninhada do chacal varia de 2 a 7 filhotes. Estes nascem numa lura que a própria fêmea cavou ou simplesmente ajeitou. Quando eles atingem 6 meses de idade, os pais levam-nos em suas expedições, ensinando-os a caçar. Com 8 meses já podem caçar sozinhos e subsistir por seus próprios meios.

Domesticação

Desde que criados em cativeiro desde filhotes, os chacais amansam facilmente e comportam-se como cães-domésticos. Chegam mesmo a responder ao chamado pelo nome, a obedecer às ordens, a mostrar-se afetuosos e a sacudir a cauda quando acariciados pelo dono.

Espécies de chacais

Existem algumas espécies de chacal ao redor do globo. Dentre elas, podemos destacar os mais comuns, que são o dourado, o de flancos listrados e o de dorso preto.

Chacal dourado

O chacal-dourado (Canis aureus) é um Canídeo muito difundido no Oriente, onde seus feitos e maneiras são objeto de tantas histórias mais ou menos lendárias quanto as da raposa. Seu tamanho pode atingir um máximo de 80 cm, excetuando-se a cauda, que tem de 20 a 25 cm, sendo seu talhe, medido nas espáduas, de cerca de 50 cm.

chacal-dourado

De corpo robusto, possui pernas longas, focinho pontudo, orelhas retas e bem afastadas. Seus olhos, castanho-claros, têm pupila redonda.

A pelagem apresenta um aspecto áspero e a cor pode variar do grisalho ao bege claro, pontilhado de pelos negros. A ponta da cauda é preta e a face posterior da orelha ruiva. O chacal-dourado vive nos Balcãs, Romênia e Grécia, no Turquestão russo, no Próximo e Médio Oriente, indo até a Índia, o Nepal, a Birmânia e a Tailândia, como também em todo o norte da África.

Comportamento do chacal dourado

O chacal-dourado mostra-se frequentemente muito ousado. Pode aparecer nas hortas e nas aldeias, por vezes mesmo nas casas, onde se apodera de tudo o que encontra. À noite acorda todo mundo com seus gritos lúgubres, os quais lembram os uivos dos cães-domésticos, possuindo, no entanto, uma gama de sons bem mais variada.

Quando um chacal começa a uivar, os outros fazem coro e, na obscuridade e solidão dos campos, estes concertos acabam sendo bastante impressionantes. O chacal é um animal que vive facilmente na proximidade das povoações humanas porque seu regime alimentar, pouco específico, se acomoda bem a este papel de comensal.

Chacal de flancos listrados

O chacal-de-flancos-listrados (Canis adustus) diferencia-se do chacal-dourado por suas orelhas mais curtas, focinho mais alongado, dentição mais fraca, talhe um pouco menor e, sobretudo, por sua pelagem.

chacal-listrado

A face posterior das orelhas é cinzenta e duas faixas longitudinais de pelos pretos raiam-lhe os flancos. Essas faixas escuras, orladas de pelos brancos, se esfumam quando se processa a muda. Finalmente, a cauda, preta em quase toda a sua extensão, mostra-se branca apenas na extremidade.

O chacal-de-flancos-listrados, que é animal especificamente africano, acha-se espalhado por todo o leste e sul do continente negro. Repousando abrigado do sol durante as horas quentes do dia, já à tardinha começa a percorrer a savana, isolado ou aos pares.

Curiosidades sobre o chacal de flancos listrados

Não caça nunca em bandos e não ataca caça grossa. Prefere pequenas presas, animais mortos e gosta muito dos cocos gordurosos. O homem inspira-lhe pouco temor. Ao vê-lo, o animal começa por fugir, mas não se afasta muito e até fica imóvel para observá-lo com curiosidade, aguardando calmamente o que acontece em seguida.

Os restos de alimentos podem atraí-lo para perto das habitações, perturbando com seus uivos lamurientos os que estão dormindo. Quando capturado novo, amansa perfeitamente, sendo, como todos os onívoros, muito fácil de alimentar. Além da carne, aceita peixes, legumes, frutos e pão.

Comportamento do animal

Seu temperamento é agradável e seu comportamento lembra o do cão, embora seja animal noturno e desapareça durante o dia. Aparece à hora do jantar e vem esmolar um carinho ou uma gulodice, esfregando o focinho nas pernas e colocando a cabeça sobre os joelhos de seu dono, na atitude característica do cão.

Chacal de dorso preto

O chacal de dorso preto (Canis mesomelas) distingue-se do precedente por seu dorso negro. A pelagem forma uma espécie de carapaça dorsal, estriada transversalmente por listras esbranquiçadas, e tem um tufo de pelos negros na extremidade da cauda.

chacal-de-dorso-preto

Por seu tamanho pequeno, que é de 50 cm na cernelha; e por aspecto e seus hábitos, lembra a raposa. É encontrado em todas as planícies relvosas da África oriental e meridional, desde o Cabo até a Núbia. O chacal-de-dorso-preto vive aos casais ou em pequenos grupos familiares.

Mostra-se muito arrogante com os outros animais, mesmo perante o leão, cujos restos come, não merecendo, contudo, o qualificativo de carniceiro que muitas vezes lhe atribuem. Alimenta-se tanto de aves como de lagartos e chega a caçar em bando para atacar o antílope. As ninhadas são de 2 a 6 filhotes, que nascem em uma toca.

Chacal, animal selvagem

Continue aprendendo sobre CIÊNCIAS RESUMOS

Gostou desse artigo sobre o curioso animal chacal? Compartilhe!