Furão Branco | Características e Curiosidades | Animal de Estimação

furão-branco

O furão branco constitui uma linhagem albina criada em cativeiro e utilizada na caça ao coelho. Na Inglaterra é treinado para destruir ratos. Cruzado com os furões de coloração normal, produz descendentes férteis, também de cor normal, que é dominante.

A origem do furão branco

A origem do furão branco é incerta: as primeiras notícias de sua existência situavam-no em Marrocos ou na Espanha, sendo ele bem conhecido já na antiguidade clássica. Aristóteles descreve-o sob o nome de lktis, enquanto que Plínio o chamava de Viverra.

No reinado de Augusto, os coelhos eram tão abundantes nas ilhas Baleares que o imperador enviou para lá furões-brancos, a fim de que eles livrassem o arquipélago do excesso de roedores.

Seu nome vem do latim furo, ladrão. Mesmo que não seja para saciar a fome, quando penetra numa granja massacra todos os coelhos, pombos e frangos. Ataca também serpentes peçonhentas, a cujas picadas resiste como o furão comum. O furão branco nunca amansa de modo completo, a ponto de seguir por exemplo fielmente seu dono.

Características do furão branco

Na estrutura e nas dimensões, o furão branco assemelha-se ao furão silvestre sendo, contudo, um pouco menor e muito menos resistente, o que constitui uma das características dos albinos em geral. O macho não ultrapassa 50 cm de comprimento.

furão-branco-em-seu-habitat

A pelagem apresenta-se branca ou ocre pálida, mais escura no ventre, e os olhos são vermelhos. Também no comportamento, o furão branco não difere do furão-silvestre. Talvez menos esperto e menos brincalhão é, contudo, igualmente feroz e sanguinário.

Com frequência, ele foge e se esconde numa toca onde, devido à sua constituição delicada, não tarda a sucumbir aos primeiros rigores do inverno. Sua voz é uma espécie de murmúrio resignado, que se transforma em grito agudo quando o animal se amedronta. Seu comportamento tem sido bem estudado em condições de cativeiro.

Reprodução do furão branco

Enquanto que o furão comum pare somente uma vez por ano, o furão branco dá à luz duas e por vezes três ninhadas anuais. A atividade sexual é regulada pelo aumento da duração de luminosidade diurna e não pela elevação da temperatura.

A cópula, notavelmente longa, dura cerca de duas horas. O período de gestação é de 42 a 45 dias, e as ninhadas, de 5 a 10 crias, somente abrem às olhos ao fim de 3 semanas. Cuidados com muita solicitude pela mãe que os amamenta durante dois meses, os filhotes podem ser treinados aproximadamente a partir dos cinco meses de idade.

Alimentação

Asseio e uma dieta equilibrada são essenciais para conservar o furão branco em bom estado de saúde. É preciso mantê-los em local seco, fresco no verão e aquecido no inverno. Sua alimentação deverá ser variada: pão branco e leite de manhã, carne crua de tarde, um ovo cru a cada 4 ou 5 dias, e, de vez em quando, frutas como cerejas, ameixas e peras.

furão-branco-animal-de-estimação

É bom separar os machos das fêmeas antes do parto, pois os pais têm o hábito de devorar a prole. É mesmo preferível não deixar duas fêmeas na mesma jaula.

Curiosidades do furão branco

Utilizado para desalojar a presa na caça ao coelho, o furão branco é colocado numa jaula especial diante de uma das saídas da toca, ou mesmo introduzido nela, munido de um guizo que permite acompanhar seu trajeto pelas galerias subterrâneas.

Pode ser amarrado a uma corda, o que permitirá recuperá-lo. O objetivo é forçar os coelhos a abandonarem seu refúgio a fim de que caiam nas redes estendidas pelos caçadores diante das outras saídas ou sejam abatidos a tiros.

Esse método de caça, pouco esportivo e terrivelmente destruidor, é infelizmente apreciado principalmente pelos caçadores profissionais.

Furão branco como animal de estimação

Continue aprendendo som CIÊNCIAS RESUMOS

Gostou desse artigo sobre o furão branco? Compartilhe!