Hipopótamo Comum | Características | Habitat e Tamanho | Resumo

O hipopótamo comum é um dos maiores mamíferos do mundo. O nome do mais volumoso dos Artiodáctilos (Hippopotamus amphibius) vem do grego “hippes”, cavalo e “potamos”, rio. Os árabes chamavam-no búfalo-da-água e os antigos egípcios porco-do-rio.

Seguramente a última denominação cabe melhor, pois é preciso uma certa imaginação para achar no hipopótamo comum analogia com o cavalo ou com o búfalo, ao passo que a semelhança com os Suídeos é inegável.

Características do hipopótamo comum

O hipopótamo comum caracteriza-se por enorme cabeça larga e – chata, orelha e olhos minúsculos e narinas especiais que o animal pode fechar à vontade. A fronte e a face arqueiam como uma bacia de onde sobressaem as narinas, os olhos e as orelhas. O pescoço é curto e robusto.

O corpo,alongado, muito grosso, mais alto na garupa e na cernelha e côncavo no meio. O ventre, cheio e arredondado, é tão baixo que toca o solo quando o animal caminha em terreno brejoso. A cauda apresenta-se curta e fina, as patas extremamente curtas e maciças, os pés largos e munidos de quatro cascos.

hipopotamo-tamanho

Anatomia

Os dedos, todos ligados por pequenas membranas natatórias, são, orientados para a frente. A extremidade da cauda tem cerdas curtas, rígidas como fios de ferro. O resto do corpo é praticamente nu e a pele, com 2 a 5 cm de espessura, mostra-se profundamente pregueada no pescoço e no peito e apresenta apenas alguns pelos cerdosos.

A coloração geral, rosada ao nascer, toma-se depois cinzento-ardósia, marmoreada com áreas de tom vermelho-tijolo em tomo dos olhos, das orelhas e do focinho, bem como nas pregas que a sulcam.

Há na pele numerosas glândulas que segregam um líquido vermelho e viscoso que, por muito tempo, foi tido como sangue. A camada de gordura subcutânea tem uns 10 cm de espessura e diminui o peso especifico do animal, ajudando-o a flutuar.

Tamanho de um hipopótamo comum

O comprimento do macho adulto oscila entre 4 m e 4,5 m. O talhe, medido na espádua, é de 1,50 m, podendo o peso atingir e por vezes ultrapassar 4 toneladas. A cabeça pesa, só ela, 200 kg.

Dentição

Os caninos do maxilar inferior têm o aspecto de dois enormes croques de barqueiro que podem medir mais de 50 cm de comprimento e pesam comumente uns 4 kg; com seção triangular e profundamente sulcados longitudinalmente, curvam-se como crescente lunar e terminam em forma de bisei embotado.

hipopotamo-comum

Os caninos do maxilar superior, virados para baixo e muito menores e menos fortes, são também encurvados e embotados na extremidade.

Habitat do hipopótamo

Outrora muito espalhado em toda a África, especialmente ao longo do rio Nilo, como testemunham pinturas do antigo Egito, o hipopótamo comum foi caçado desde a mais remota antiguidade, e. progressivamente rechaçado para o centro do continente.

Hoje desaparecido completamente do Egito e da Núbia, este animal só é encontrado na região dos grandes rios e lagos da África central e meridional. O hipopótamo comum, mais que qualquer outro paquiderme, está ligado à água, da qual só sai em raras ocasiões, quando não lhe resta outra alternativa, isto é, quando o rio, pobre em plantas aquáticas, o obriga a procurar alimento em terra.

habitat-do-hipopótamo

Comportamento

Habitualmente vai pastar à noite, mas pode sair da água durante o dia para se aquecer ao sol, na areia das margens. A presença dos hipopótamos em certos pontos do rio é fácil de ser percebida por um olho treinado.

Se o tempo está calmo, observam-se na superfície da água de 3 em 3 ou de 4 em 4 minutos numerosos jatos de vapor que podem subir a uma altura de uns 50 em, ouvindo-se ao mesmo tempo um curioso ruído, uma espécie de sopro forte que significa que um hipopótamo subiu à superfície para respirar.

Curiosidades do hipopótamo comum

Quando se está suficientemente perto, pode-se perceber a cabeça do animal à flor da água. E uma massa informe, abrunada, de que sobressaem as duas pontas da orelha e quatro proeminências correspondentes aos olhos e às narinas.

hiopotamo-na-água

O hipopótamo não pode ficar mais que alguns minutos sem respirar. Se alguma coisa o inquieta, ele sobe sem ruído até a superficie e respira de modo bem suave, deixando apenas as narinas fora da água e ficando praticamente invisível.

Em seguida mergulha silenciosamente e só volta à superfície em outro ponto do rio, enquanto que um seu congênere surge no local onde ele tinha estado. O hipopótamo é um animal gregário que vive em bandos, de uns 20 indivíduos ou mais, de organização estritamente hierarquizada.

Hipopótamo comum na água

Só os velhos machos se isolam. Em princípio, o rebanho é sedentário e explora um certo território. Este território compõe-se obrigatoriamente de uma porção de água, propriedade de todo o rebanho, e de um domínio terrestre, dividido em tantos territórios individuais quantos são os adultos do rebanho.

Todos estes territórios desembocam no lugar do banhado. A passagem repetida dos hipopótamos pela ribanceira acaba sulcando o solo e cavando verdadeiras trincheiras que servem de vias de acesso à água.

Reprodução dos hipopótamos

Na época do cio, os machos entregam-se a combates furiosos para constituírem seus haréns. Um naturalista conta haver assistido a um desses combates no Congo, rio da África equatorial que serve de fronteira entre Angola e o Congo. Dois machos disputavam os favores de cinco fêmeas.

reprodução-do-hipopótamo

Como um dos adversários era rosado e o outro cinzento-ardósia, o naturalista não teve qualquer dificuldade em acompanhar as peripécias da luta, sobretudo porque o segundo antagonista tinha perdido uma orelha, provavelmente em alguma batalha anterior.

Os combatentes, mergulhados na água até as espáduas e com as enormes goelas escancaradas, atiravam-se um contra o outro, chocavam-se, mordiam-se e davam patadas, fazendo um alarido espantoso. Paravam de vez em quando para respirar e recuavam um pouco, prontos para recomeçar a luta. Nenhum dos adversários parecia disposto a capitular e o combate prolongava-se. Enquanto isso, as fêmeas brincavam na água, arqueando o dorso e dando coices no ar.

Filhote de hipopótamo comum

A gestação dura cerca de 235 dias e o nascimento ocorre no início da estação das chuvas. Em geral a fêmea tem um só filhote, que nasce na água. O recém-nascido, que exibe a cor e o tamanho de um pequeno porco, aprende a nadar antes de saber andar.

A mãe aleita-o dentro da água durante cerca de um ano, cuida constantemente dele e muitas vezes carrega-o sobre o dorso. O hipopótamo, que está apto para a reprodução com a idade de 3 anos, só termina de crescer aos 7 anos. Sua vida pode ser de uns 40 anos.

Hipopótamo comum em seu habitat

Continue aprendendo sobre CIÊNCIAS RESUMOS

Gostou desse artigo sobre o hipopótamo comum? Compartilhe!