Felídeos – Características Sobre os Animais Felinos – Resumo

felídeos-curiosidades

Os animais felinos – ou Felídeos – são os mais mais numerosos e completos carnívoros. A seguir, tudo sobre esses animais, suas características, comportamento e exemplos em um resumo completo.

Características dos felídeos

Os felídeos são animais de formas características, são predadores e comedores de carne. Dotados de uma coluna vertebral flexível, apresentam formas ao mesmo tempo robustas e elegantes. Capazes de movimentos extremamente rápidos, são notáveis saltadores.

Têm cabeça redonda, sustentada por um pescoço vigoroso, orelhas pequenas e os olhos grandes e de cor amarela. A pupila redonda ou elíptica pode dilatar-se de maneira extraordinária à noite. Sob a ação da luz, ela se retrai até reduzir-se a uma fenda estreita.

Entretanto, os Felídeos não possuem uma visão muito acurada, ou pelo menos de longo alcance. Mas quando o campo visual se reduz às áreas circunvizinhas sua percepção é bem aguçada.

Anatomia dos felídeos

A cauda dos felídeos é, geralmente, bastante longa. As patas dianteiras são dotadas de cinco dedos e as traseiras de apenas quatro, todos eles munidos de unhas recurvadas e pontudas. Verdadeiras garras que os Felídeos retraem quando andam para evitar que se desgastem, essas unhas transformam-se, quando necessário, em temíveis armas.

O animal felino que ataca contrai um possante músculo flexor que faz expor as unhas e expandir os pés, que, em repouso, parecem pequenos, em virtude da orientação da última falange dos dedos, que é voltada para o alto.

animais-felinos

A planta dos pés dos Felídeos é formada de almofadas musculosas e elásticas, por vezes recobertas de pelos densos. É a esta característica que os felídeos devem o seu caminhar notavelmente suave e silencioso.

Dentição dos animais felinos

O focinho dos animais felinos apresenta-se em geral achatado e a dentição compreende 12 incisivos, 4 caninos, 10 pré-molares – sendo 4 inferiores – e 4 molares. Os caninos longos, grossos, agudos e ligeiramente curvos ultrapassam sensivelmente os outros dentes. Os incisivos são pequenos, e os molares robusta e cortantes não se comparam em tamanho aos caninos.

dentição-dos-felinos

Estes dentes, geralmente sulcados e de bordos afiados, são utilizados pelo animal para sua defesa e para dilacerar e rasgar carne. Espessa e musculosa, coberta de papilas finas e córneas, e tendo ainda em sua base um outro tipo de papilas foliáceas, a língua é uma verdadeira lixa que ajuda a despedaçar o alimento e a retirar a pele das presas.

Pelagem dos animais felinos

A pelagem desses animais é, em geral, espessa, macia e sedosa. A coloração varia com a espécie, podendo ser uniforme, manchada ou listrada. De todos os sentidos das Felídeos, o ouvido é o mais aguçado, não obstante as orelhas pouco desenvolvidas. Podem perceber o mais leve rumor a grande distância, mesmo na escuridão. Esta faculdade, que é extremamente importante durante a caçada, compensa a pouca visão do animal.

Sentidos

Como os pelos que encimam os olhos, a vibrissas (ou bigodes), implantadas de cada lado do focinho, são órgãos táteis importantes. Nos linces existem mesmo tufos de pelos nas orelhas que possuem a mesma função.

Pode dizer-se, além disso, que o corpo inteiro dos animais felinos é de uma grande sensibilidade tátil – para constatar isso basta alisar um gato e observar sua reação a esse gesto. O paladar dos Felídeos é muito delicado: preferem os alimentos pouco salgados ou adocicados e gostam de líquidos de origem animal como o leite e o sangue. É pelo olfato que os diferentes grupos sociais ou familiares se reconhecem.

Habitat natural dos felídeos

Os animais felinos vivem atualmente no continente americano, na Eurásia e na África, com exceção de Madagáscar. Não existem na Austrália. Ocorrem igualmente em planícies e montanhas, nas regiões áridas e arenosas, nas zonas baixas e úmidas, nas florestas e nos campos.

habitat-dos-felídeos

São as árvores que lhes fornecem os refúgios, nos quais eles se põem ao abrigo de seus predadores e de onde podem saltar, de surpresa, sobre suas presas. Não é raro que, esfomeados, se aproximem das habitações humanas para atacar animais domésticos, só raramente o homem.

Comportamento

É entre o cair da noite e o romper do dia que eles se mostram mais ativos. Mas, quando a região não lhes parece favorável, podem permanecerem escondidos durante muito tempo em seus abrigos, ou, quando não são perseguidos pelo homem, sair para caçar durante o dia.

A maneira como os Felídeos, que são bons trepadores e bons nadadores, caçam suas presas é praticamente a mesma para todos. Atentos ao menor ruído, eles percorrem seus domínios vitais, movendo-se cautelosamente e em silêncio. Quando a presa não está à vista, eles, para encontrá-la, aproveitam-se dos menores indícios, como as pegadas por exemplo. Sabem pôr-se de tocaia e esperar durante longo tempo a passagem de um animal.

Uma vez localizada a presa, aproximam-se dela, rastejando silenciosamente contra o vento. Em seguida lançam-se de um salto sobre o animal, ou efetuam, para capturá-lo, uma série de saltos rápidos. Derrubam-no e cravam-lhe os dentes na nuca ou no pescoço, até que a morte sobrevenha.

Curiosidades sobre os animais felinos

Se a corrida dos Felídeos é extremamente rápida, sua resistência não é grande. Por este motivo eles só atacam animais que, em geral, estão certos de vencer. Não atacam o homem a não ser em caso de necessidade e se percebem sua fraqueza. Frequentemente desistem de perseguir a presa ferida que não puderam matar.

características-dos-felinos

Em geral, arrastam a caça morta para um local tranquilo, onde calmamente a devoram. Por vezes a consomem no próprio lugar onde ela foi abatida. Quando as presas são numerosas os Felídeos matam com mais frequência do que seria necessário para assegurar sua subsistência, repartindo suas vítimas com outros carnívoros.

Reprodução – período de gestação dos felídeos

O período de gestação dos animais felinos é algo rápido, durando em torno de 65 dias em média. As fêmeas, que possuem quatro mamas ventrais, e por vezes também quatro peitorais, geralmente dão, em cada ninhada, várias crias à luz, muito raramente uma só.

Elas dispensam todos os cuidados maternos a seus filhotes, aos quais desde cedo ensinam como assear-se. Terrivelmente agressiva desde que se torna mãe, a fêmea defende sua prole contra qualquer ameaça, mesmo com o sacrifício da própria vida.

Em numerosas espécies de Felídeos a fêmea vê-se obrigada a defender as crias dos ataques do próprio pai, uma vez que este demonstra uma certa tendência a devorá-las, principalmente enquanto são muito pequenas. A mãe, de quando em vez, traz para os filhotes uma pequena caça ainda viva ou já morta.

Os pequenos Felídeos podem assim exercitar a técnica de despedaçar, que porão em prática quando crescerem. Além disso a mãe não tarda a levá-los para a caça, ocasião em que lhes ensina vários truques.

Animais felinos – Resumo

A família dos animais felinos compreende, portanto, os carnívoros com as seguintes características:

  • Cabeça arredondada, terminada em focinho curto e com longas vibrissas táteis.
  • Pelagem quase sempre manchada, por vezes listrada, apresentando mais comumente manchas dispostas em rosetas, ou em anéis irregulares. A coloração escura, como a da pantera e onça negras, mais rara que a coloração clara, é devida ao melanismo.
  • Arcadas dentárias curtas e robustas, providas de 30 dentes, assim dispostos: 12 incisivos, 4 caninos, 10 pré-molares, sendo 4 inferiores, e 4 molares. Os dentes são cortantes e adaptados a um regime alimentar carnívoro.
  • São digitígrados e seus membros possuem 5 dedos nas mãos e 4 nos pés, dotados de unhas retráteis, excluindo-se o guepardo, em que se apresentam semi-retráteis.
  • Costumam caçar de tocaia, à exceção do chita que persegue a presa na corrida.
  • Hábitos, principalmente, noctívagos.

Exemplos de animais felinos

A família dos Felídeos, espalhada sobre quase toda a área de distribuição da ordem dos Carnívoros, compreende 4 gêneros, com com 37 espécies, no conjunto:

  • Atinonyx (cheeta);
  • Felis (gatos, jaguatirica e puma);
  • Neofelis (leopardo);
  • Leo (leão, pantera, onça e tigre).

Os animais felinos – Curiosidades dos Felídeos

Continue aprendendo sobre CIÊNCIAS RESUMOS

Gostou desse artigo sobre os animais felinos (felídeos)? Compartilhe!