Tudo sobre ovinos – Classificação, caprinos – Resumo

tudo-sobre-ovinos

Os Ovinos (classe de bovídeos), todos pertencentes ao mesmo gênero Ovis, costumam ser chamados, quando em estado selvagem, muflões (ou argalis), e, quando em estado doméstico, carneiros. Nesse artigo você aprenderá tudo sobre ovinos em um resumo completo.

Características

Animais gregários, frugais e rústicos, têm caráter geralmente dócil e medroso e apreciam especialmente as montanhas. Os ovinos apresentam talhe médio e seu perfil é ligeiramente convexo ou chato.

Os cornos, enrolados em espiral, têm base triangular. Do ângulo nasal dos olhos sai um sulco dirigido para baixo, o lacrimal, pelo qual se escoa uma substância mucilaginosa secretada por uma glândula especial.

Tem tórax bem desenvolvido e pescoço curto. A cauda é curta nas espécies selvagens e muito mais longa na maioria das raças domésticas, é redonda e totalmente coberta por pelos, mostrando-se, nos caprinos, achatada e sem pelos na face interna.

A pelagem é constituída por uma mescla de pelos mais ou menos lanosos. Os ovinos não apresentam barbicha no queixo. Quanto ao osso canhão, provavelmente a soldadura dos metatarpianos é menos robusta que nos caprinos. Os ovinos não possuem glândula subcaudau, não exalando por isso cheiro característico do bode.

Habitat dos ovínos

Os muflões ou carneiros selvagens, habitam as regiões acidentadas do hemisfério norte, indo da Ásia à América do Norte e passando pela Europa meridional. Indiferentes à altitude, podem ser encontrados desde o nível do mar até cerca de 6.000 m de altitude, nas solidões geladas só alcançadas por algumas cabras e bem poucas aves.

Conforme a estação, deslocam-se das regiões mais elevadas para as mais baixas ou vice-versa, subindo no verão até junto dos picos e descendo, no inverno, até as planícies mais hospitaleiras.

Nas regiões montanhosas os carneiros são criados em semiliberdade Os rebanhos passam o verão nas Pastagens e o inverno em apriscos

ovinos
Carneiro selvagem (muflão)

Comportamento

Se o alimento é abundante, os carneiros são vorazes, mas, se ele escasseia, sabem mostrar-se frugais e satisfazem-se com pouco. Durante os meses de inverno freqüentemente tem de se contentar com ervas e folhagens dessecadas.

As espécies selvagens de ovídeos são em geral multo fáceis de domesticar. Em cativeiro, conservam intacta a vitalidade original pelo menos durante duas gerações, continuando a reproduzir-se regularmente. Tornam-se tão dóceis que podem acompanhar os carneiros domésticos nas pastagens sem que tentem reconquistar a liberdade.

Reprodução dos ovínos

Os ovínos são animais muito prolíficos. Após uma gestação de 5 meses, a fêmea dá à luz 1 ou 2 filhotes que em pouquíssimo tempo já são capazes de acompanhá-la aonde quer que ela vá.

Nas espécies selvagens, as fêmeas defendem seus filhotes até a morte e, em quaisquer circunstâncias, demonstram extraordinário apego aos mesmos. As ovelhas domésticas, ao contrário, só reagem por balidos queixosos quando lhes tomam os filhotes.

Os filhotes ovinos tornam-se independentes após um lapso de tempo relativamente breve e, antes de chegarem aos dois anos de idade, já estão aptos para a reprodução.

Aprendeu tudo sobre ovinos nesse resumo? Compartilhe!