Tamanduá – Curiosidades – Alimentação – Tamanduaí – Tamanduá mirim

tamanduá

A terceira família da ordem dos mamíferos desdentados é a dos Mirmecofigídeos ou tamanduás. A rigor, é ela que justifica o nome da ordem, pois são os únicos mamíferos desdentados totalmente desprovidos de dentes. Nesse artigo aprenderemos tudo sobre esse o tamanduá mirim, tamanduaí e bandeira, suas características, alimentação e curiosidades em um resumo completo.

Como o tamanduá se alimenta

Seu focinho em forma de tubo, muito longo e muito fino, termina numa boca minúscula por onde passa uma língua imensa que chega a medir 1 m de comprimento. Glândulas salivares muito desenvolvidas, situadas na região do pescoço, segregam um muco viscoso que impregna permanentemente a língua e que tem papel essencial no enviscamento de cupins e formigas de que o animal se alimenta (mirmecófago significa “que se ahmenta de formigas”).

Características do tamanduá

Os tamanduás têm pelagem abundante, olhos e orelhas minúsculos e cauda longa. Seus membros mostram-se dotados de 5 dedos, dos quais 1 ou 2 se apresentam por vezes embrionários e 3 são armados de unhas enormes, um deles particularmente desenvolvido.

Curiosidades do tamanduá

O desaparecimento dos dentes, relacionado com a alimentação constituída exclusivamente de insetos, desenvolveu a formação de um dispositivo de esmagamento dos alimentos ia entrada do estômago. Desempenha essa função o piloro que, guarnecido de fibras duras e extremamente musculosas, é chamado de dente muscular.

Habitat

Os tamanduás habitam a América Central e a América do Sul. A família compreende 3 gêneros: Myrmecophaga, tamanduá e Ciclopes.

Tipos de tamanduás

Existem algumas espécies de tamanduás que se diferenciam entre sí. A seguir apresentaremos as espécies mais encontradas.

Tamanduá mirim

O tamanduá-colete, tamanduá mirim ou melete (Tamanduá tetradaetyla), vive nas florestas virgens e nas savanas e cerrados desde o sul do México lê o norte da Argentina, sendo muito comum em todo o Brasil.

tamanduá-mirim

Os membros anteriores do tamanduá mirim representam-se dotados de 3 linhas apenas, sendo a central – correspondente dedo III – a única desenvolvida, para evitar ferir as palmas o animal. O tamanduá mirim, essencialmente arborícola, é mais ativo à noite. Passa dia em qualquer oco de árvore, de rude sai ao cair da noite.

Se é atacado quando se encontra nos galhos das árvores, apoia-se solidamente com os membros posteriores e com a cauda, deixando os membros anteriores livres para a defesa. No chão, procura proteger o dorso encostando-se a uma árvore ou rocha e segura o adversário com os membros anteriores que são possantes e bem atinados.

Alimenta-se de formigas, térmites e de abelhas silvestres que encontra no chão ou nas árvores. Sua boca é minúscula. Quando excitado, expele um cheiro característico e nauseabundo. O animal não se reproduz no cativeiro e ignora-se o tempo de sua gestação, nascendo o filhote, geralmente único, na primavera.

O tamanduaí

O tamanduaí (Cyctopes didactylus) tem o tamanho aproximado de um esquilo, ou seja, de 15 a 17 cm, a que se juntam mais 18 ou 20 cm de cauda preênsil. Seu focinho é bem menos alongado que o dos animais dos gêneros precedentes. Seus membros anteriores possuem 4 dedos, dois dos quais, os dedos 11 e 111, são atinados de unhas sólidas.

tamanduaí

O tamanduaí apresenta o pelo fino é ruivo no dorso e cinza no ventre. Embora retaco, este tamanduá é um belo animal com seu esplêndido manto, de admirável maciez. O tamanduaí é encontrado no sul do México, nos países amazônicos e no Brasil, descendo pelas matas litorâneas até Pernambuco. Habita as florestas, onde se torna difícil descobri-lo, dado o seu tamanho diminuto.

Fora da época de reprodução, o tamanduaí é um animal solitário. Suas principais atividades ocorrem durante a noite, depois de passar o dia dormindo nas árvores. Apesar dos movimentos canhestros, lentos e cautelosos, grimpa com certa facilidade, ajudado pela cauda. Seu alimento é igual ao do tamanduá.

Como um esquilo, o tamanduaí levanta-se sobre as patas posteriores e leva o alimento à boca com as garras dos membros anteriores. Os índios apreciam muito sua carne.

Tamanduá bandeira

O tamanduá-bandeira em seu aspecto geral é menor que o tamanduá mirim. Mede de 54 a 58 cm de comprimento, com mais ou menos outro tanto de cauda, que se revela nua em quase toda a sua extensão. As orelhas são relativamente grandes. Aprenda mais sobre o tamanduá bandeira nesse artigo.

Gostou desse artigo? Compartilhe!