Caprinos – Classificação, habitat, curiosidades, resumo – tudo sobre

caprinos

Os caprinos fazem parte da família dos bovídeos. Nesse artigo você aprenderá tudo sobre os caprinos em um resumo completo.

Tudo sobre caprinos – anatomia

Os caprinos apresentam corpo robusto e atarracado, membros curtos e sólidos, pescoço grosso, cabeça relativamente pequena e fronte estreita e convexa. A cauda, triangular e desprovida de pelos na face ventral (embaixo), é quase sempre reta.

Em sua base há uma glândula cuja secreção tem um dor desagradável, particularmente intenso nos machos (odor de bode, ou hircino). Os pés, mais fortes do que os os ovinos – o que, junto com um osso canhão particularmente robusto, facilita a vida em terreno acidentados.

Os olhos revelam-se grandes brilhantes, dotados de pupilas transversais, como nos ovinos, mas não apresentam glândula lacrimal odorífera. As orelhas, muitas vezes retas e pontudas, são muito móveis.

A pelagem dos Caprinos é constituída por dois tipos de pelos: uma pequena lã fina, ou feltro, recoberta de pelos rígidos ou cerdas.

Estes últimos, muito bastos em muitas espécies, formam uma espécie de crina em algumas partes do corpo. A maioria das espécies tem barbicha no queixo. A pelagem é normalmente fusca, bruna ou cinzenta.

Chifres

Os cornos (chifres), presentes nos dois sexos, mostram-se ligeiramente recurvados; sua seção é quadrangular ou triangular. Sempre bem implantados na base, tomam-se, com a idade, progressivamente mais nodosos.

Encurvam-se ligeiramente para trás, como um sabre, ou recurvam-se na ponta, em forma de lira. Os cornos dos machos são bem mais desenvolvidos que os das fêmeas.

Habitat dos caprinos selvagens

Enquanto que as cabras domésticas encontram-se no mundo inteiro, os caprinos selvagens habitam sobretudo as regiões montanhosas do centro e do sudoeste asiáticos, do sul da Europa, do norte da Africa e da América do Norte.

Procurando os lugares menos frequentados pelo homem, muitos deles se aventuram até o limite das neves eternas. Os caprinos vivem de preferência nas montanhas ensolaradas, ricas em pastagens secas, em arvoredos muito ralos, cm charnecas; buscam os aclives escarpados e os esporões rochosos que se salientam entre os nevados e as geleiras; Todas as espécies levam vida social.

Os Caprinos não são sensíveis à vertigem e estão perfeitamente à vontade nos aclives mais abruptos, à beira dos mais profundos precipícios.

Comportamento

Os caprinos são animais vivos, inquietos, sempre em movimento. Correm, saltam, pulam sem cessar e só param para ruminar. Os bodes velhos vivem muitas vezes à parte, solitários. Os demais vivem em rebanhos de sexos separados, os jovens machos de um lado e as fêmeas e os filhotes de outro.

tudo-sobre-caprinos

São animais diurnos como a maioria das espécies que vivem nas montanhas, onde as noites são frias e muitas vezes bastante escuras. Deslocam-se de preferência pela manhã ou à tarde.

Alimentação dos caprinos

Os Caprinos nutrem-se de todas as plantas que encontram na montanha, mas preferem as ervas tenras e sobretudo a folhagem dos arbustos. Gulosos, têm o cuidado de escolher os alimentos mais ricos e sabem sempre achar as melhores pastagens, mudando de um lugar para outro em busca- de uma planta mais saborosa.

Todas as espécies têm predileção pelo sal e frequentam sempre os lugares onde sabem poder encontrá-lo. Necessitando de muita água, evitam cuidadosamente as regiões áridas privadas de fontes e de riachos.

Reprodução dos caprinos

Os Caprinos selvagens têm em geral 1 ou, por vezes, 2 cabritinhos, ao passo que a cabia doméstica tem uma parição mais comum de 2 filhotes, chegando excepcionalmente a 4.

Quando nascem, os cabritinhos já estão bem desenvolvidos, vindo ao mundo de olhos abertos e sendo capazes, em poucas horas, de acompanhar a mãe. Os cabritos-monteses, desde o primeiro dia, dão cambalhotas na montanha com uma segurança igual à dos adultos.

Curiosidades

Os sentidos dos Caprinos são bem desenvolvidos. A visão, a audição e olfato permitem-lhes perceber eventuais perigos a distâncias consideráveis. Podem ser considerados animais espertos e relativamente inteligentes.

Todas as espécies de Caprinos podem ser consideradas úteis ao homem. Os estragos que causam em alguns lugares são largamente compensados pelas vantagens que oferecem, especialmente em lugares que seriam inabitáveis sem a sua presença, como as montanhas desérticas do sul da Europa, onde os rebanhos pastam em aclives que nenhum pé humano poderia galgar.

Assim, também nas regiões da caatinga nordestina, no Brasil, onde os caprinos sobrevivem às secas mais duras.

 

Gostou desse resumo? Compartilhe!