Búfalo Africano – Alimentação, características, habitat – Resumo

búfalo-africano

O búfalo africano ou o búfalo-cafre (Syncenus caifer) é o mais maciço e o mais imponente dos Bovinos da África. Nesse artigo você irá aprender tudo sobre esse grande mamífero em um resumo completo.

Características do búfalo africano

O búfalo africano apresenta como características a cabeça relativamente pequena e bem proporcionada. O pescoço mostra-se longo e robusto e o corpo ligeiramente mais alto no garrote. A linha do dorso é um pouco cavada, o ventre intumescido e a cauda, longa e fina, termina por um grosso tufo de pelos.

Os cornos achatados, rugosos e sem ondulações nítidas, são muito aproximados na base, orientando-se primeiro lateralmente para trás e elevando-se depois para o alto. Nos machos velhos, sua base alarga-se a ponto de recobrir toda a fronte, deixando livre unia faixa mediana.

A pelagem é de característica lisa esparsa em todo o corpo, exceto nas grandes orelhas, franjadas de pelos longos, e na ponta da cauda. Numerosas superfícies do corpo apresentam-se nuas e só a cabeça e os membros são relativamente velosos.

A cor geral dos velhos animais não é portanto determinada pela cor de seus pelos, que são negros com as pontas um pouco mais claras, mas sim pela cor da pele, que é escura. Nas fêmeas e nos jovens a pelagem, mais densa, dá-lhes uma cor mais ou menos avermelhada, que passa progressivamente a preto.

A altura do búfalo africano oscila entre 1,10 m e 1,60 m, segundo o sexo e a região, indo o comprimento de 2 a 3m. O macho adulto pesa de 600 a 900 kg.

Habitat

A área de distribuição do búfalo africano a é bastante ampla, mas muito fragmentada. Compreende a zona que se -estende ao sul do Saara, desde o-Senegal até o Sudão e a Etiópia, toda a África equatorial e a parte meridional do continente negro.

O búfalo africano prefere a planície à montanha e vivem sempre nas regiões onde nunca falta a água, que lhes é indispensável. Em casos extremos, contentam-se com barro bem úmido. Podem ser encontrados nas florestas virgens como nos matagais menos densos, nos juncais e mesmo nas estepes desnudas.

Caçados pelos brancos pelo prazer do esporte e pelos nativos por sua carne um pouco dura porém saborosa, dizimados pela epidemia de peste bovina, os búfalos africanos, embora não estejam ameaçados de extinção em futuro próximo, são muito menos numerosos do que eram há cem anos.

Alimentação do búfalo africano

O búfalo africano é um mamífero predominantemente herbívoro, alimentando-se das pastagens naturais, legumes e pequenas frutas locais.

Comportamento

Estes robustos animais são rápidos, resistentes e ágeis e capazes de escalar aclives escarpados, atravessar sem dificuldade as florestas mais intrincadas, sulcar os pântanos e atravessar os rios a nado. O búfalo africano é um animal sociável. O grupo familial – composto de um macho, de algumas fêmeas e de sua progênie – é a estrutura mais comum.

características-do-búfalo-africano

Aconteça o que acontecer com o macho, mesmo que este seja ferido ou morto, as fêmeas jamais o abandonam, deixando-se quando necessário massacrar até a última ao lado do cadáver dele, o que de acordo com o homem lhe valeu a reputação um pouco precipitada de estupidez.

Entretanto, o contrário não ocorre, pois os machos muitas vezes abandonam às fêmeas. Os rebanhos consideráveis que, em certas estações, podem atingir várias centenas de cabeças são, sobretudo, formados de fêmeas e jovens. Embora um macho seja o chefe, é uma velha fêmea que conduz o rebanho e dá o sinal de fuga.

O macho dominante é quem fecha a marcha e assegura a defesa do grupo. As fêmeas são sempre dóceis e pacíficas, mostrando-se os machos bastante plácidos fora da época do cio. Os mais velhos vivem em pequenos grupos ou solitários.

Costumes comportamentais

O búfalo africano passa as horas mais quentes do dia dormindo e ruminando num charco lamacento ou num brejo, de onde sai invariavelmente coberto de uma crosta de lama seca. A falta de um local deste tipo, ele escolhe o recanto mais sombreado da floresta, uma moita muito espessa ou uma garganta profunda e aí se deita com visível satisfação.

Em casos extremos, contenta-se com uma clareira árida, apenas sombreada por alguns arbustos ou por uma escassa moita. Levanta-se pela tarde e erra pelo campo, pastando até o alvorecer.

O búfalo africano tinha outrora a reputação de ser um animal feroz. Na realidade, é tão pacífico como os outros grandes Bovinos e certamente menos agressivo que o touro doméstico, que perdeu seu temor inato pelo homem.  Para que se decida a atacar seus perseguidores, é preciso que o búfalo seja ferido.

Reprodução do búfalo africano

A época do cio parece ser variável de acordo com as condições atmosféricas. No sul da África ocorre entre setembro e março, durando o ano todo no norte da Rodésia. A gestação leva 11 meses, nascendo o novilho coberto de um tosão ruivo. A duração de vida é de cerca de 16 anos.

O homem não é o único inimigo do búfalo africano. Também o leão o ataca e, às vezes, consegue matá-lo. Na África do Sul concentram-se búfalos cuja base do pescoço e espáduas guardam cicatrizes de feridas profundas infligidas por leões.

Gostou desse resumo sobre o búfalo africano? Compartilhe!