Babirussa – Características, habitat, resumo – suínos

babirussa

O nome do babirussa (Babyrousa babynissa) significa, em malaio, porco-veado. Nesse artigo você aprenderá tudo sobre esse suíno em um resumo completo.

Características

Animal mais alto que os demais representantes da família dos suínos, o macho adulto pode atingir 1 m de comprimento, sem contar a cauda que mede de 25 a 30 cm, e sua altura, na espádua, oscila entre 65 e 80 cm. Chega a pesar 90 kg.

Tem corpo alongado, dorso arredondado e pescoço curto. A cabeça, relativamente pequena, é longa e terminada por um focinho pontudo e móvel que ultrapassa nitidamente o lábio inferior. Sua dentição é característica. Os caninos inferiores, orientados para cima, saem pelos lados da boca, enquanto que os superiores, também dirigidos para cima, furam o lábio superior à medida que crescem; continuam a desenvolver-se e, inclinando-se para trás, chegam a tocar a fronte e até mesmo a enterrar-se nela.

Estes estranhos caninos não parecem ter qualquer utilidade para o animal, pois sua orientação os torna inúteis como armas. Como só se desenvolvem no macho, podem ser tidos como um caráter sexual secundário puramente ornamental.

A pele do babirussa, dum, rugosa e espessa, forma pregas profundas na face, no pescoço e no ventre, sendo sua cor geral -um cinzento-brunáceo, que se arruiva no ventre e face interna dos membros. E semeada de algumas cerdas curtas um pouco mais fornidas na espinha dorsal. Ao contrário de muitas espécies, a cauda não apresenta tufo de pêlos na extremidade.

Habitat do babirussa

O babirussa vive principalmente ao norte das ilhas Celebes, na Malásia, sendo também encontrado em algumas ilhas do arquipélago das Molucas. Como todos os Suídeos, é um animal gregário que vive em pequenos bandos.

Com habitat mais condicionado à água que o de qualquer outro representante da família, é encontrado sempre em lugares úmidos onde abundam plantas aquáticas como juncais, margens de lagoas e rios, brejos, e onde passa o dia dormindo.

Sai à noite em busca de alimento, que se compõe de plantas aquáticas, caniços, raízes e frutos. Come igualmente larvas que detecta sob a terra com seu faro muito aguçado. Só o macho fuça a terra. As fêmeas e filhotes seguem-no e aumentam-se com o que ele vai descobrindo.

Comportamento

O babirussa desloca-se comumente trotando, sendo seu andamento mais rápido que o do javali. Excelente nadador, não hesita em atravessar a nado largos braços & mar, a fim de passar de uma ilha para outra. Animal medroso, ele evita cuidadosamente a presença do homem e foge sempre que é possível.

Reprodução

Quando necessário, entretanto, é capaz de se defender corajosamente. E pouco prolífico. A fêmea tem 1 ou 2 filhotes, que medem uns 20 centímetros, após uma gestação de 125 dias a 150 dias, ocorrendo as parições em fevereiro ou março. A mãe dispensa a suas crias cuidados constantes e defende-as de perigo. Sua duração de vida não passa de 10 anos.

Quando criados por seres humanos, os filhotes de babirussa habituam-se ao cativeiro e adquirem amizade por seu tutor, o que é testemunhado por movimentos das orelhas e da cauda à aproximação do mesmo.

 

Gostou desse artigo sobre o babirussa? Compartilhe!