Ádax – Características, resumo – Animais do deserto

O ádax (Addax naomaculatus) é um animal do deserto. É corpulento e robusto, sensivelmente mais alto no garrote e arredondado na garupa. Nesse artigo você aprenderá tudo sobre o ádax em um resumo completo.

Características do ádax

O ádax mede em média 2 m de comprimento, 1 m de altura, no garrote, e pesa cerca de 120 kg. Tem cabeça bastante longa, crânio largo e membros fortes. O pelo é cerrado, curto e rude. Na base, dos cornos, o animal exibe um tufo de pelos que lhe cai sobre a fronte. Uma faixa de pelos bastante longos une a orelha à nuca, sendo o pescoço ornado com uma crina curta.

A cor bruna da cabeça, pescoço e crina destaca-se nitidamente do conjunto branco-amarelado da pelagem. A cauda, bastante longa, é dotada de um tufo de pelos brancos e brunos. O focinho mostra-se atravessado por uma larga faixa clara, a que o ádax deve o seu nome latino.

Ambos os sexos têm chifres, os quais formam uma espiral que pode descrever de uma e meia a três voltas, afastando-se gradualmente para o exterior. A partir da base, os tornos apresentam cordões oblíquos, irregulares, que se tomam lisos no último terço de seu comprimento; este pode atingir 90 cm.

Animal do deserto

A área de distribuição do ádax estende-se, através do Saara, desde a Argélia, Senegal e Gâmbia até o Sudão. Animal que vive nas regiões mais desérticas, passa a maior parte de sua vida sem beber, contentando-se com a umidade da vegetação.

Muito resistente, percorre distâncias consideráveis em busca da escassa flora do Sara e, apesar destas difíceis condições de vida, ele parece encontrar-se sempre fisicamente bem.

Reprodução

O ádax é um animal mamífero e tem apenas um filhote de cada vez, que nasce no fim do inverno ou na primavera.

Alimentação

O ádax é um animal tipicamente herbívoro, alimentando-se dos raros arbustos disponíveis em seu habitat natural, assim como plantas e algumas frutas. Está em constante peregrinação em busca de locais com disponibilidade de alimento.

ádax-animal-do-deserto

Curiosidades

O ádax foi muitas vezes representado nos monumentos do antigo Egito, onde as cabeças dos deuses, dos sacerdotes e dos reis eram ornadas com cornos idênticos aos seus. Do Egito, a reputação do ádax alcançou outros países.

Gregos e romanos conheciam-no perfeitamente. Plínio menciona-o ora sob o nome grego de Strepsicerus, ora sob o nome latino Addax, que deve ter sido usado no Egito desde tempos muito antigos, uma vez que, ainda hoje, os árabes chamam o animal de Abuaddas.

Como muitos antílopes, o ádax é um animal tímido e medroso. Devido a sua estrutura pesada, não se mostra muito rápido, o que faz com que ele seja a caça preferida pelos beduínos. Estes, gulosos por sua carne, perseguem sem piedade o animal.