Sistema Urinário Humano | Anatomia | Excreção | Resumo

sistema-urinário-humano

O sistema urinário humano consta de órgãos secretores e órgãos excretores. Os órgãos secretores são os rins, encarregados de retirar, do sangue, os materiais de desassimilação que hão de formar a urina.

Os órgãos excretores são aqueles por onde a urina é transportada para o exterior: bacinetes, ureteres, bexiga e uretra.

Rins

São dois rins que fazem parte do sistema urinário humano, direito e esquerdo. Situam-se na cavidade abdominal, contra a parede tombar, de cada lado da colima vertebral. Têm a forma de um grão de feijão e são de cor vermelho escuro.

anatomia-do-rim-humano

No seu bordo interno, há uma reentrância, semelhante à que também se vê no bordo interno do grão de feijão. Nessa reentrância, há uma fenda – o hilo renal – por onde passam os vasos sanguíneos, os nervos e os condutos urinários da região.

Pirâmide de Malpigui

Num corte longitudinal do rim, observamos alguns pontos em forma de pirâmide: são as pirâmides de Malpighi, em cujos vértices, voltados para o bacinete, se abrem alguns orifícios. As pirâmides de Malpighi são formadas por numerosos canalículos chamados tubos uriníferos, que somam milhões, em cada rim. Eles têm início num corpúsculo – o corpúsculo de MalpIghl – cujo conteúdo á formado por capilares da artéria renal.

Filtração no sistema urinário humano

No trajeto através do rim, o sangue cede aos tubos uriníferos os produtos de desassimilação que, dissolvidos, traz consigo, a notar sobretudo, a ureia e o ácido úrico. Estamos em presença de um processo de filtração, que se opera por pressão sanguínea.

sistema-urinário-resumo

O que há de realmente impressionante no trabalho do filtro renal realizado no sistema urinário humano, é que ele seleciona, na massa sanguínea, as substâncias que devem ser expulsas do organismo, não deixando, porém, passar as que lhe são úteis.

Desse modo os rins mantêm mais ou menos constante a composição do sangue. Como se vê, os rins não fabricam os elementos componentes da urina, mas, simplesmente, a urina. Formada a urina, ela se escoa pelos tubos uriníferos até as papilas renais, através de cujos orifícios, cai no bacinete.

Bacinete – função no sistema urinário humano

Os bacinetes são órgãos de passagem da urina, em forma de funil. Sua parte mais larga se abre para dentro do rim recebendo a urina que arena das papilas. A parte mais fina se continua, para baixo, pelos ureteres.

Ureteres

Os ureteres são tubos cilíndricos (um de cada lado) que vão dos bacinetes à bexiga. Sua função no sistema urinária é conduzir a urina entre os mesmos. Têm 25 centímetros de comprimento.

Bexiga – reservatório do sistema urinário humano

A função da bexiga no sistema urinário humano é, em resumo, atuar como um reservatório destinado a recolher, até o momento de sua expulsão, a urina trazida pelos ureteres. Sua capacidade máxima 6 de 350 gramas.

bexiga-sistema-urinário-humano

A necessidade de expulsão da urina sobrevém quando o seu volume se acha entre 200 e 250 gramas. Além dos dois orifícios dos ureteres, a bexiga apresenta outro, inferior, que é o da uretra.

Uretra – Anatomia

A uretra é o conduto de escoamento final da urina. Comunica, pois, a bexiga com o exterior. É mais extensa no homem do que na mulher. O seu limite com a bexiga é um músculo circular – o esfíncter vesicai – que regula, controlado por possa vontade, a emissão da urina. No exterior, a uretra se abre par um orifício: o meato urinário.

Composição da urina

Em resumo, a urina é um líquido amarelado produzido no sistema urinário humano. É transparente, de cheiro característico e sabor salgado. Compõe-se, em grande parte, de água, tendo em dissolução inúmeros corpos, como sejam sais, inclusive cloreto de sódio, ur4ia, ácido úrico, pigmentos biliares, etc.

As substâncias citadas são consideradas elementos normais produzidas no processo do sistema urinário humano. Podem ser encontradas na urina de qualquer pessoa sadia. Por vezes, porém, apresentam-se outras substâncias – elementos anormais – cuja presença denuncia mau funcionamento dos rins ou graves perturbações orgânicas.

Elementos encontrados na urina

Entre esses elementos, destacam-se a albumina e a glicose, duas substâncias úteis ao organismo. No primeiro caso, temos a albuminúria; já no segundo, a diabete. A excessiva eliminação de fosfatos também é mau sinal.

Presença de sangue na urina pode ser sintoma de alguma moléstia grave. Nesses casos, é importante procurar um bom urologista, profissional especializado no tratamento do sistema urinário humano.

Sistema urinário humano – Resumo

Continue aprendendo sobre CIÊNCIAS RESUMOS

Gostou desse resumo sobre o sistema urinário humano? Compartilhe!